Depoimentos mostram vínculo estabelecido entre produtos, marcas, mulheres e o universo feminino daquele período

(São Caetano do Sul – SP) – Quais lembranças de alguns anúncios publicitários da década de 1970 provocam nas mulheres do ABC Paulista, quando revistos? Quais são os relatos dessas influências que as mulheres sofreram ao assistir a essas propagandas? Que desejos eles podem causar? Que comportamentos podem provocar? Essas foram as perguntas que conduziram a pesquisa “As Divas do cotidiano lembranças de mulheres sobre anúncios publicitários da década de 1970”, elaborada pela professora de Língua Portuguesa Eldi Marisol Saucedo, que lhe garantiu o título de Mestre em Comunicação na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS).
De acordo com Marisol, seus objetivos foram resgatar as lembranças de mulheres do ABC sobre os anúncios publicitários de produtos voltados a elas na década de 1970 e relacionar as lembranças dessas pessoas acerca de propagandas, produtos e marcas com seus hábitos cotidianos e valores culturais. Para isso, a pesquisadora usou a metodologia da História Oral e ouviu mulheres entre 18 e 35 anos, moradoras do ABC tendo como referência cinco propagandas da programação da TV aberta: shampoo Colorama® – 1970; depilador elétrico Walita® – 1972; Modess® – 1976; Brill® – detergente lava louças da Bombril® – 1978 e jeans Ellus® – 1979. Marisol relata que a televisão foi como presença marcante na vida dos brasileiros da década de 1970 e trouxe em sua programação significativa e expressiva mudança, em especial, pelos anúncios publicitários nela veiculados. “Percebeu-se, a partir dos relatos ouvidos, que a vida cotidiana dessas mulheres foi permeada pela presença constante de produtos que se apresentaram a elas por meio de uma publicidade reelaborada para o público da década e que eram veiculadas pelas emissoras abertas de televisão. Pela permanência na memória dessas mulheres, é possível dizer que esses anúncios estiveram presentes de forma marcante na vida dessas mulheres, de tal forma a se considerar a mediação da publicidade entre o produto, o consumo e a vida cotidiana”, afirma Marisol.
Para a docente do Programa de Mestrado em Comunicação da USCS e orientadora dessa pesquisa, Priscila Ferreira Perazzo, a pesquisa foi relevante porque demonstrou como anúncios publicitários fazem parte da nossa vida cotidiana, sem necessariamente consumirmos os produtos ou as marcas. Essa pesquisa também contribui para as novas discussões sobre recepção, que vão além da medição de audiência ou do consumo. Análises como a de Marisol permite compreendermos relações cotidianas, diárias e usuais da publicidade em nossas vidas.
O trabalho acadêmico de Eldi Marisol Saucedo “As Divas do cotidiano: lembranças de mulheres sobre anúncios publicitários da década de 1970” já está disponível para consulta – na íntegra – no link:
http://www.uscs.edu.br/posstricto/comunicacao/dissertacoes/2011/pdf/dissertacao_divas_do_cotidiano.pdf
O programa de Mestrado em Comunicação da USCS objetiva contribuir com a geração e difusão do conhecimento científico no campo da Comunicação e, com isso, dar consecução à missão da USCS junto à comunidade interna e externa. Pretende ainda contribuir na formação de pesquisadores e docentes com visão crítica e científica do campo da Comunicação face a uma sociedade em constante transformação. Informações sobre o programa: http://www.uscs.edu.br/posstricto/comunicacao/.

Mais informações à imprensa:
Universidade Municipal de São Caetano do Sul – Assessoria de Comunicação
Luciano Domingos da Cruz – tel. 4239-3259 – e-mail: comunic@uscs.edu.br
26/06/2013

Anúncios publicitários da década de 70 no imaginário das mulheres do ABC são tema de Mestrado na USCS