Estudo analisa interação da comunicação com novos recursos midiáticos,

com foco no meio acadêmico

(São Caetano do Sul – SP) – Redes sociais, e-mails, mensagens instantâneas, jogos e todo um leque de aplicativos com as mais diferentes funções: são muitos os estímulos que fazem parte do cotidiano das pessoas atualmente, seja nos computadores, seja em um smartphone disponível à palma da mão. Inclusive entre os estudantes, nas escolas. O sistema tradicional de educação se depara, então, com o desafio não apenas de reconquistar a atenção dos jovens, mas também de fazer uso das novas tecnologias para aprimorar o processo de construção de conhecimento. É neste cenário em que a publicitária com MBA em Marketing, Soraya Jamilah Hanna, se aprofundou e desenvolveu a pesquisa “A comunicação conectada ao uso das novas mídias no contexto educacional”.

Tomando a área das Ciências Sociais Aplicadas, Soraya procurou compreender como os acadêmicos vêm estudando o uso das novas mídias, além de verificar que outras pesquisas e trabalhos estão sendo realizados com foco na temática. “Com os novos meios de comunicação, o indivíduo detém o controle do que vai ler e escolhe qual a melhor forma na aderência a uma informação, o que dá autonomia e, com isso, adota-se um papel mais ativo na participação dos assuntos e o resultado pode ser percebido no entusiasmo das expressões”, explica.

Para realizar sua pesquisa, a publicitária fez um levantamento dos periódicos com textos completos, por meio da plataforma do Periódico da Capes, com base nas palavras-chave comunicação, educação e novas mídias dos últimos cinco anos. Dada a velocidade com que surgem mais e novas tecnologias, o assunto está longe de ser esgotado, mas alguns horizontes já puderam ser observados entre os estudos: antes de mais nada, globalização é uma constante entre os trabalhos, dando tom e direção às discussões; a necessidade de adaptação da educação a este novo mundo é outro apontamento, além de uma humanização da educação, tornando-a menos burocrática e feita por professores e administradores interessados em fazer uso dessas ferramentas também.

“O trabalho refletiu na integração de temas que assumem a relevância das mudanças sociais na promoção da cultura e sociedade, que oferecerá ao indivíduo um papel mais ativo e crítico, atuando como interlocutor, que possibilita troca de ideias e novos conhecimentos”, conclui.

Para o orientador da pesquisa de Soraya, o comunicólogo e pós-doutor Arquimedes Pessoni, o trabalho da aluna aponta para uma tendência do mercado da educação e da pesquisa. “Pensar em ensino sem a inclusão das novas tecnologias é algo ultrapassado. A pesquisa da Soraya mostra que esta preocupação já chegou aos bancos da academia na forma de pesquisa científica”, avalia Pessoni.

A dissertação de mestrado de Soraya Jamilah Hanna está disponível para consulta – na íntegra – no link:

http://www.uscs.edu.br/posstricto/comunicacao/dissertacoes/2013/pdf/soraya_jamilah_hanna.pdf

O programa de Mestrado em Comunicação da USCS objetiva contribuir com a geração e difusão do conhecimento científico no campo da Comunicação e, com isso, dar consecução à missão da USCS junto à comunidade interna e externa. Pretende ainda contribuir na formação de pesquisadores e docentes com visão crítica e científica do campo da Comunicação face a uma sociedade em constante transformação. Informações sobre o programa: http://www.uscs.edu.br/posstricto/comunicacao/.

Mais informações à imprensa:

Universidade Municipal de São Caetano do Sul – Assessoria de Comunicação

Luciano Domingos da Cruz – tel. 4239-3259 – e-mail: comunic@uscs.edu.br

20/10/2014

Aplicação das novas mídias na educação é tema de pesquisa na USCS