Estudo observou a fronteira entre os sistemas impresso e on-line

(São Caetano do Sul – SP) – Estudar e compreender a composição visual publicitária nos sistemas impresso e on-line foram os objetivos principais da pesquisa realizada pela publicitária Amanda Garcia, que lhe garantiram o título de Mestre em Comunicação no programa de Mestrado em Comunicação da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). O trabalho apontou que o sistema on-line apresenta ao designer alguns desafios que não existiam como mídia impressa nem tampouco havia nas linguagens híbridas, a interatividade e a não linearidade.
Amanda Garcia relata que o objetivo da pesquisa foi estudar e compreender a composição visual publicitária em dois sistemas distintos (impresso e on-line). Segundo a publicitária, no primeiro, o receptor não tem a possibilidade de alterar a organização dos elementos visuais determinada pelo produtor, o diretor de arte publicitária (designer). Encontram-se nesse grupo, os anúncios veiculados em mídias impressas – jornais, revistas, cartazes etc e também em algumas mídias digitais e eletrônicas, como TV e CD. Nesta pesquisa, foram examinadas apenas peças veiculadas em mídias impressas, em especial revistas e cartazes elaborados para pontos de venda. “No outro sistema, o receptor tem liberdade de alterar a organização dos elementos e de, até certo ponto, editar seu conteúdo. Nesse tipo, encontram-se as peças criadas para internet – como hotsites, expansive banner, web banner, pop-ups, entre outros. Com o desenvolvimento da tecnologia digital, uma série de dispositivos, conectados ou não à internet, passou a permitir a intervenção do receptor na composição visual – como os painéis eletrônicos e dispositivos móveis”, explica a pesquisadora.
Para o docente do Programa de Mestrado em Comunicação da USCS e orientador da aluna, João Batista Freitas Cardoso, a pesquisa foi importante porque mostra que as mudanças nas linguagens, de maneira geral, sempre aconteceram. “Os desenvolvimentos das tecnologias de comunicação, mesmo antes do surgimento da internet e dos sistemas digitais, sempre afetaram as linguagens das mídias. Assim, é natural que se espere que as novas tecnologias digitais e as convergências midiáticas promovam novas mudanças. No entanto, a expectativa de mudanças maiores, nas últimas décadas, se deve especialmente à velocidade do desenvolvimento dos sistemas e facilidade de acesso aos processos de produção, distribuição e consumo por parte do público”, avalia o orientador. De acordo com João Batista, “essa nova condição implica em uma mudança significativa na relação do público com o processo e produto midiático. Contudo, ainda que se considere o caráter inovativo, em função da maneira como os processos e produtos estão sendo adotados e percebidos pelos indivíduos e comunidades, as inovações são mais incrementais, já que não alteram em sua totalidade os processos ou geram produtos completamente novos. Muito do que faz hoje na internet, em termos de composição gráfica, tem sua base na comunicação visual impressa”, observa.
A dissertação de mestrado de Amanda Garcia, denominada “Composição Visual na Publicidade: a fronteira entre os sistemas impresso e on-line” está disponível, na íntegra, no link: http://www.uscs.edu.br/posstricto/comunicacao/dissertacoes/2012/pdf/dissertacao_Amanda_Garcia.pdf.
O programa de Mestrado em Comunicação da USCS objetiva contribuir com a geração e difusão do conhecimento científico no campo da Comunicação e, com isso, dar consecução à missão da USCS junto à comunidade interna e externa. Pretende ainda contribuir na formação de pesquisadores e docentes com visão crítica e científica do campo da Comunicação face a uma sociedade em constante transformação. Informações sobre o programa: http://www.uscs.edu.br/posstricto/comunicacao/.

Mais informações à imprensa:
Universidade Municipal de São Caetano do Sul – Assessoria de Comunicação
Luciano Domingos da Cruz – tel. 4239-3259 – e-mail: comunic@uscs.edu.br
06/08/2013

Composição visual na publicidade é tema de pesquisa na USCS