“Blogueiros progressistas”, como se autodenominam esses autores, têm linguagem poética, emotiva e perturbadora, diferentemente do jornalismo clássico, aponta pesquisador da USCS

(São Caetano do Sul – SP) – Alternativa ao jornalismo tradicional, o blog se popularizou a partir dos anos 2000 e abriu um debate sobre qual o tipo de linguagem adotada pelos chamados blogueiros. Para entender a narrativa usada neste canal virtual, o jornalista Cristian Boragan Gugliano estudou a linguagem textual utilizada no jornalismo literário e sua transversão (transformação) para os blogs jornalísticos favoráveis ao governo da presidente Dilma Rousseff.

Na dissertação Jornalismo de blog e jornalismo literário: transversões dionisíacas de linguagem textual, o pesquisador analisou textos de brasileiros que se auto intitulam ´blogueiros progressistas’ – apoiadores de governos petistas – e identificou uma linguagem poética e emotiva, diferente da receita padrão do texto jornalístico ensinado nas universidades.

O autor mostra como os blogs tendem, por meio de uma linguagem mais sensível, própria dos diários pessoais, a ter certo aspecto estético que aproxima o jornalismo de outras possibilidades narrativas, como a literatura e a poesia. “Independentemente das cores partidárias, os ´blogueiros progressistas´ têm conquistado a cada dia mais o seu espaço com suas opiniões. Foi assim em 2010 que elegeu Dilma Rousseff como presidente do Brasil.”

Segundo o mestre em Comunicação pela USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul), essa transformação da linguagem está relacionada à perturbação, palavra que ele adota como sinônimo quando fala sobre a transcrição de um texto para o ambiente virtual, especialmente nos blogs. “No sentido mais específico, transversão se aproxima do dionisíaco em sua função criadora e pertubadora da ordem estabelecida. São atos ou procedimentos capazes de gerar o novo ou a renovação do velho”, sinaliza.

Após analisar o discurso dos blogueiros, Gugliano afirma que a linguagem empregada nos blogs, por mais sutil que seja, apresenta-se ao novo de maneira dionisíaca, apropriando-se da literatura. “Esta nova linguagem, dionisíaca, pode se consolidar e virar regra. Novo e velho se alternam, pois os novos blogs também são uma maneira de praticar a velha conversação”, sugere o pesquisador.

Na avaliação do autor, por representarem personalidades, os blogs já nascem com o viés de assujeitamento. “Por isso são, em grande maioria, parecidos com os diários pessoais. E é através desta construção que se revela muito do blogueiro, como suas ideologias, nacionalidade, opiniões, características dos atos perlocutórios”, opina. O autor afirma, ainda, que compreender essa linguagem não faz de qualquer pessoa “expert” na área, já que esta nova forma textual “está propensa a mudanças”.

O estudo de Gugliano ajuda a nortear pesquisadores que pretendem se aventurar nas novas linguagens do ambiente virtual, pois analisa a importância de cada linguagem dentro das transformações sociais. “Cada qual ocupou um papel de destaque em determinada época, fazendo com que a imprensa livre avançasse pelo mundo afora, e que conceitos como cidadania, respeito e outros fossem devidamente amplificados pelo escopo jornalístico. Um modelo de linguagem não exclui o outro, o jornalismo objetivo, com seus lides, não é uma ameaça ao jornalismo mais literarizado dos blogs e vice-versa”, conclui.

Regina Rossetti, professora do PPGCOM e orientadora do trabalho salienta: “A pesquisa do Cristian é atual, não somente por tratar de um recurso relativamente novo, o blog, mas também por tratar de política brasileira. Transverter significa transtornar, transformar, ou seja, verter de um espaço para outro, de um lugar para outro. Assim, a linguagem poética foi vertida da literatura para o jornalismo político, nos blogs analisados”.

Sobre o Mestrado em Comunicação

O programa de Mestrado em Comunicação da USCS objetiva contribuir com a geração e difusão do conhecimento científico no campo da Comunicação e, com isso, dar consecução à missão da universidade junto à comunidade interna e externa. Pretende ainda contribuir na formação de pesquisadores e docentes com visão crítica e científica do campo da Comunicação face a uma sociedade em constante transformação. Informações sobre o programa:

http://www.uscs.edu.br/posstricto/comunicacao/.

Mais informações à imprensa:

Universidade Municipal de São Caetano do Sul – Assessoria de Comunicação

Luciano Domingos da Cruz – tel. 4239-3259 – e-mail: comunic@uscs.edu.br

09/06/2015

Jornalista analisa tipos de linguagens usadas em blogs favoráveis ao governo federal