Dissertação de Mestrado em Comunicação da USCS discute possibilidades de transposição de formas de comunicação participativa para as mídias organizacionais


(São Caetano do Sul – SP) – A jornalista Kallyny Melina Thomé Portugal obteve seu título de Mestre em Comunicação Social na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS) com uma temática que vem ganhando espaço nas discussões corporativas: a presença dos funcionários – por ela denominados “colaboradores” – nas mídias corporativas. Tendo como objetos de estudo canais de comunicação de três empresas: Parceiro-repórter (Odebrecht), Jornal Interagindo (Catuaí Shopping Londrina) e TV Bunge (Bunge), a pesquisadora pôde observar que existem muitos desafios para a comunicação organizacional quando relacionada à comunicação, mas que dentro das organizações, existe a possibilidade de comunicação colaborativa, aquele modelo de comunicação consentida e que não interfira no dia-a-dia da empresa, prejudique sua imagem ou compartilhe informações privilegiadas que possam comprometer a competitividade da empresa no mercado.
De acordo com Kallyny a primeira curiosidade à qual se fazia necessário responder com a pesquisa era: como as organizações estão se posicionando internamente frente a esse receptor/produtor de informação? Para ela, existem, na realidade, iniciativas e tentativas de trabalhar (e entender) o público interno como um agente produtor de informação dentro das empresas. “O fato de essas experiências existirem, por si só, já indicam uma mudança (mesmo que leve!) do pensamento burocrático corporativo. O número de experiências ainda é pequeno, mas o ponto positivo é que vêm se multiplicando ao redor do mundo. Com a mídia tradicional também foi assim”, salienta a pesquisadora.
Para o docente do Programa de Mestrado em Comunicação da USCS e orientador da aluna, Arquimedes Pessoni, a qualidade da pesquisa foi comprava não só pela nota máxima obtida em banca avaliadora, mas também pelo fato que, deste trabalho, derivaram dois artigos científicos que foram aceitos e publicados por revistas científicas de prestígio no meio acadêmico: a revista Comunicação & Sociedade (Universidade Metodista de São Paulo) e revista Intercom (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares de Comunicação). “A aluna fez um trabalho inovador, mostrando que os colaboradores podem ter papel fundamental e colaborativo na comunicação das empresas, mudando a forma de comunicar – antes vertical, de cima para baixo – para uma nova proposta horizontal, mais democrática”, avalia Pessoni.
Os três trabalhos de Kallyny Portugal (a dissertação e os dois artigos científicos) já estão disponíveis para consulta – na íntegra – nos links abaixo:
Dissertação: “O colaborador como produtor de informação: Possibilidades de transposição de formas de comunicação participativa para as mídias organizacionais” – disponível em: http://www.uscs.edu.br/posstricto/comunicacao/dissertacoes/2010/pdf/dissertacao_completa_kallyny_melina_thome_portugal.pdf
Artigo científico: A comunicação participativa nas mídias organizacionais. Comunicação & Sociedade, disponível em: https://www.metodista.br/revistas/revistas-metodista/index.php/…/2506
Artigo científico: A transição da comunicação corporativa: possibilidade de participação nas mídias organizacionais. INTERCOM (São Paulo), disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1809-58442011000200008
O programa de Mestrado em Comunicação da USCS objetiva contribuir com a geração e difusão do conhecimento científico no campo da Comunicação e, com isso, dar consecução à missão da USCS junto à comunidade interna e externa. Pretende ainda contribuir na formação de pesquisadores e docentes com visão crítica e científica do campo da Comunicação face a uma sociedade em constante transformação. Informações sobre o programa: http://www.uscs.edu.br/posstricto/comunicacao/.

Mais informações à imprensa:
Universidade Municipal de São Caetano do Sul – Assessoria de Comunicação
Luciano Domingos da Cruz – tel. 4239-3259 – e-mail: comunic@uscs.edu.br
24/05/2013

Pesquisa aborda o colaborador como produtor de informação