De olho na aproximação entre público e mundo acadêmico, laboratório elabora vídeos para exibir os resultados de pesquisas científicas

(São Caetano do Sul – SP) – De acordo com dados do Ministério da Educação, o Brasil tem, atualmente, 3.804 programas e cursos de pós-graduação stricto sensu reconhecidos pela Capes, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Isso significa que milhares de pesquisadores, em todas as áreas do conhecimento, estão desenvolvendo estudos científicos em busca de inovações e descobertas sobre o mundo em que vivemos. Mas, afinal, quanto desses esforços e resultados obtidos chegam ao conhecimento público e da própria comunidade acadêmica? Foi com este pensamento que o Laboratório Hipermídias da Universidade Municipal de São Caetano do Sul passou a reavaliar a maneira como comunica seus estudos, em diversos sentidos. Apoiado principalmente em diferentes formatos de vídeo, o laboratório passou a compilar resultados de pesquisas, apresentações em congressos e seminários, registrar eventos e palestras, elaborar documentários.

A proposta, de acordo com a professora doutora Priscila Ferreira Perazzo, parte do corpo docente do Mestrado em Comunicação da USCS e uma das coordenadoras do projeto, é tornar mais simples e lúdica a exposição das pesquisas e eventos realizados pelo laboratório. “A estrutura de um trabalho acadêmico formal continua nos vídeos: os objetivos, o método empregado, a justificativa, estão todos lá. Mas essa linguagem é adaptada e se torna mais acessível”, explica.

Desde 2003, quando foi criado o grupo de estudos Memórias do ABC na Universidade Municipal de São Caetano do Sul, são realizadas diversas pesquisas em comunicação e inovação que relacionam temas como memória, cultura, narrativas de histórias de vida, mídias e novas tecnologias. Ao longo dos anos, conforme as pesquisas ganhavam corpo, foram realizados diversos vídeos sobre diferentes temáticas, como a história do teatro no ABC Paulista e as memórias de imigrantes japoneses na região. Idealizado como um núcleo de pesquisas e um laboratório de produções em comunicação e memória, o Memórias do ABC foi integrado, em 2011, ao Laboratório Hipermídias, que é vinculado ao programa de pós-graduação stricto senso em Comunicação da Universidade. Neste momento que as atividades do mestrado passam também a serem registradas, ampliando o leque de pesquisas e assuntos abordados. São colhidos, inclusive, depoimentos dos pesquisadores e equipe docente, a fim de registrar as mais particulares impressões humanas – as histórias de quem ajuda a construir histórias.

O site do Memórias do ABC, que conta com vídeos, fotografias, textos e depoimentos de pessoas em todos os seus anos de atividades em pesquisa, está disponível para consulta no link: http://memoriasdoabc.uscs.edu.br/hipermemo/

Já o site Memórias do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da USCS, que reúne as diferentes pesquisas e eventos desenvolvidas em todo o programa de mestrado, pode ser visitado em: http://memoriasppgcom.uscs.edu.br/

O programa de Mestrado em Comunicação da USCS objetiva contribuir com a geração e difusão do conhecimento científico no campo da Comunicação e, com isso, dar consecução à missão da USCS junto à comunidade interna e externa. Pretende ainda contribuir na formação de pesquisadores e docentes com visão crítica e científica do campo da Comunicação face a uma sociedade em constante transformação. Informações sobre o programa: http://www.uscs.edu.br/posstricto/comunicacao/.

Mais informações à imprensa:

Universidade Municipal de São Caetano do Sul – Assessoria de Comunicação

Luciano Domingos da Cruz – tel. 4239-3259 – e-mail: comunic@uscs.edu.br

10/03/2014

Programa de Mestrado da USCS adota maneira inovadora para divulgar resultados